O comércio on-line

A Web como porta de entrada para o comércio.

O que antes era mito, tornou-se então verdade no Brasil. Nosso país se tornou o 5º no ranking de comércio on-line mundial.

Não é incomum vermos anúncios na TV ou impressos, folders, banners, vídeos onde é anunciado infinidades sobre um determinado produto ou tema, e o anunciante apenas informa o site para contato. É comum que essa prática tenha se estendido, afinal o Brasil é o quinto maior mercado para negócios na internet do mundo. É o que diz um relatório divulgado  pela empresa americana de investimentos Kleiner Perkins Caufield & Byers (KPCB). Na frente do Brasil, estão só os mercados chinês, americano, japonês e indiano. O relatório traz a assinatura de Mary Meeker, que é sócia da KPCB e um nome respeitado quando o assunto são negócios na internet.De acordo com o documento, o Brasil fechou 2013 com 100 milhões de internautas. O número representa um crescimento de 12% em relação ao ano anterior e indica que quase 50% da população brasileira já está conectada. O Brasil também ficou com o quarto lugar no ranking dos países que passam mais tempo por dia usando seus aparelhos eletrônicos. Na imagem abaixo, veja a lista dos dez primeiros países desta lista:

Ranking dos países que passam mais tempo usando gagdet

Em média, o brasileiro gasta fazendo isso 474 minutos do seu dia – distribuídos em 113 minutos assistindo TV, 146 no laptop ou PC, 149 no smartphone e 66 com tablets. Só na Indonésia, Filipinas e China se passa mais tempo com gadgets do que no Brasil.

Smartphones

O levantamento abordou ainda o mercado de smartphones no Brasil. Classificado como emergente, o país conta com 72 milhões de linhas conectando smartphones (segundo a Anatel, há um total de 274 milhões de linhas celulares no país). Elas atendem cerca de 36% da população. Entre os países emergentes, o Brasil só fica atrás de China e Índia nesse quesito. De 2012 para 2013, o número de smartphones no Brasil cresceu 2 milhões de unidades e a tendência de crescimento deve se manter em 2014, de acordo com a KPCB.( Matéria publicada na revista Exame. Fonte: http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/brasil-e-o-quarto-maior-mercado-de-internet-aponta-estudo)

As empresas em estado de adaptação.

Empresas  de Uberlândia aumentam a procura aos meios de propaganda on-line.

Uberlândia tem, até Agosto de 2014, aproximadamente 70 empresas de comunicação e publicidade. O que é um número significante, visto um mercado competitivo como o que temos atualmente. Porém, devemos observar que além destas 70 empresas, há também as gráficas e derivados que fatiam o mercado em outros segmentos, o que nos dá uma proporção maior do tema em nossa cidade. As empresas que antes ofereciam serviços publicitários se adaptaram para oferecer serviços para o público on-line, mais diretamente para usuários de redes sociais, que tem sido o maior alvo das empresas. Um desses alvos é o público do Facebook, atualmente a maior rede social brasileira. Dona de um lucro de 3 bi de dólares por ano em anúncio publicitários, o Facebook está no centro do e-commerce brasileiro. Isto pois até empresas concorrentes a ele anunciam na rede social.

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Autor: Douglas Alves

Um cara apaixonado por comunicação! Por foto, por gente, por política e por tudo que engloba o ser social. É difícil explicar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s