2016, o ano da busca pelo equilíbrio

Com certeza 2015 foi um ano memorável. Para alguns, o pior dos últimos tempos. Em âmbito nacional, vivemos a pior crise política desde os tempos da ditadura. Na Educação, a mais debochada e dissimulada crise conceitual que se ouviu falar no Brasil. O governo se viu contra a parede em diversos momentos do ano, e foi obrigado a entender que a sociedade não é mais a mesma dantes. Era para ser um ano de retomadas e de importantes preparações para o ” ano das Olimpíadas ” 2016, mas com as crises borbulhando no cangote do Estado foi difícil tomar importante decisões. Além disso, no comércio tivemos inúmeros colegas que todos os dias nos bombardeavam de notícias ruins, que davam à nossa economia um semblante ainda mais raquítico e assombroso. Vários baixaram suas portas, desesperançosos do futuro econômico da nação. Os mais radicais, juntaram suas trouxas foram embora para ” Pasárgada”. Até os Freelancers que conhecia, deram um jeitinho brasileiro e buscaram se alocar num emprego para – tentar – buscar uma estabilidade. A crise veio para todo mundo e ficou claro que 2015 partiu sem deixar lembranças e sem provocar saudades em quem o viveu. Crises, golpes, mortes, revoluções e guerras em 2015.

cats
“Prefiro pensar que nao perdi nada, porque nao vendi nada. – Lírio Parisotto “

A Pantone e o fôlego para 2016

A Pantone anunciou este ano, pela primeira vez, duas cores – e não uma – como a ‘cor do ano’. Rose Quartz (Pantone 13-1520) e Serenity (Pantone 15-3919) são as cores de 2016. Ora, a empresa norte-americana é mundialmente famosa por seu sistema numérico de escala de cores e, desde 2000, divulga a cor do ano – que acaba se tornando referência para a indústria da moda e designers do mundo todo. (Fonte: Portal G1)

Particularmente, achei inovador a Pantone divulgar duas cores para este ano.  Não só porque as duas cores tem significados diferentes, mas porque a semiose envolvida nesse fato nos encaminha para uma possível expectativa de que 2016 possa ser melhor e mais representativo. Mas, falemos das cores:

Rose Quartz (Pantone 13-1520)

 

 

Serenity (Pantone 15-3919)

 

 


 

O respeito pela dualidade  e pela diversidade, intensifica ainda mais que 2016 deve um ano de passividade e de intenso diálogo. Essa sensibilidade faz a Pantone ser maior ainda em seus valores e justifica a o respeito que grandes autoridades no assunto tem sobre a marca. Fica evidente, que neste ano, nós que somos da área de comunicação, criação e afins ganhamos – pelo menos da Pantone – um aval para transitar no que se refere à invasão de limites. Cores opostas de nossa tabela, agora neste ano, transam entre si e prometem entregar um ano gráfico com grandes inovações.

Para os que gostam de ficar mais antenados no assunto, abaixo vou disponibilizar alguns links com tendências gráficas para esse ano. Mais uma vez, muito obrigado pela leitura, e até a próxima!

Links:

Tendências de vídeos para 2016

Como montar um orçamento de marketing digital para 2016

Como montar um planejamento de marketing digital para 2016

ADENDO:

Vou adicionar um link sobre o Snapchat. Sim, eu acho uma ferramenta muito incrível e didática. E que merece nossa atenção enquanto produtores de conteúdo.

Snapchat para marcas: um guia de marketing na rede social

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Autor: Douglas Alves

Um cara apaixonado por comunicação! Por foto, por gente, por política e por tudo que engloba o ser social. É difícil explicar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s